Congresso de Diagnóstico por Imagem do Einstein foca na simulação realística e uso de robôs

0

Com aulas práticas e teóricas, o Congresso Internacional de Diagnóstico por Imagem do Hospital Israelita Albert Einstein chega à quarta edição e acontece nos dias 25 e 26 de agosto. Em paralelo ao congresso, vão ocorrer também o VIII Simpósio de Ressonância Magnética e o III Curso de Suporte à vida em Radiologia – que utilizará a metodologia de simulação realística e incluirá o uso de robôs.

Esta quarta edição abordará uma revisão nos temas mais importantes da radiologia e uma atualização nas mais diversas especialidades desta área. O Congresso oferecerá aulas práticas e teóricas.

Serão ministrados cursos em diversas áreas: Abdome/Pelve, Enfermagem, Engenharia Clínica, Física Prática de RM, Gestão em Imagem, Avanços em Medicina Nuclear e Imagem Molecular, Mama, Musculoesquelético, Neurorradiologia e Diagnóstico por Imagem em Cabeça e Pescoço: TC e RM, Raios X: Atualização em protocolos, Realização de Exames RM para biomédicos e tecnólogos, Tomografia Computadorizada: Dosimetria e Novas Tecnologias, Imagem Cardíaca e Torácica e Ultrassonografia (Geral, Urgências, Doppler e Pediatria).

O Congresso é direcionado para Médicos Radiologistas, Médicos Nucleares, Biomédicos, Tecnólogos, Técnicos de RX, Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem, Engenheiros, Físicos, Profissionais de TI, Radiofarmacêuticos, Médicos Residentes, Acadêmicos e Gestores em Medicina Diagnóstica.

Humanização nos exames para diminuir a fobia de pacientes

Segundo o médico Ronaldo Hueb Baroni, coordenador do Setor de Ressonância Magnética do Hospital Israelita Albert Einstein, os participantes poderão conhecer a experiência do Einstein em humanização nos exames de imagem para diminuir a fobia de pacientes.

Faz parte da humanização oferecer mais clareza nas informações dadas ao paciente, interação e contato físico da equipe assistencial para com o paciente antes e depois do exame, estímulo à permanência de um acompanhante na sala e preparo do ambiente, como a colocação de janelas, painel com fotos, música entre outros.

“Sempre tivemos a preocupação com o bem-estar do paciente, tanto para que a experiência seja positiva quanto para que o exame fique melhor”, afirma Ronaldo Baroni.

Recentemente, o Einstein resolveu inovar e foi o primeiro hospital na América Latina a se associar ao serviço líder em streaming de música Spotify, com a proposta de oferecer playlists especiais para seus pacientes e clientes. Na Ressonância Magnética, que é um exame demorado e com ruído, os pacientes podem escolher entre as diversas listas oferecidas de acordo com gosto musical e ouvir diretamente dos fones de ouvido do equipamento.

 

Compartilhar

Deixe seu comentário