Dasa compra laboratórios SalomãoZoppi por R$ 600 milhões

0

Operação ainda depende do aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade)

A Diagnósticos da América (Dasa) anunciou o “Contrato de Compra e Venda, Compromisso de Incorporação de Ações e Outras Avenças” com os acionistas controladores da SalomãoZoppi Serviços Médicos e Participações S.A..

A operação está avaliada em R$ 600 milhões e objetiva a aquisição de ações da rede, seguida da incorporação das suas ações.  Aós a conclusão do negócio, o Salomão e Zoppi será uma subsidiária da Dasa, de acordo com fato relevante enviado pela Dasa à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

No entanto, a operação depende do aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A administração da Dasa vai avaliar se a operação se integra nas hipóteses previstas no artigo 256 da Lei nº 6.404/76, para submetê-la ou não à aprovação dos acionistas da Dasa em assembleia geral.

Histórico dos laboratórios

Criado pelos médicos Luís Salomão e Paulo Zoppi em 1981, o laboratório nasceu como Instituto de Diagnósticos e Prevenção do Câncer e funcionou dentro Laboratório de Análises Clínicas Oswaldo Cruz, na cidade de São Paulo. Cinco meses depois passou a ter sede própria e a começar um processo de expansão.

Atualmente, o Salomão e Zoppi tem 11 unidades em São Paulo e Osasco.

A Dasa foi criada em 1961 como MAP (Médicos Associados em Patologia Clínica) por dois professores da Escola Paulista de Medicina – Humberto Delboni Filho e Raul Dias dos Santos. Desde 2014 a empresa é controlada por Edson Bueno e sua ex-mulher Dulce Pugliese de Godoy, antigos controladores da Amil.

O anúncio da operação foi feito em 20 de janeiro.

Compartilhar

Deixe seu comentário