Mamografia revela-se eficaz na prevenção do câncer

0

Pesquisadores que comparam as recomendações de detecção primária para câncer de mama descobriram que o exame anua,l após os 40 anos, reduzi as mortes pela doença em um percentual maior.

Os pesquisadores usaram modelos em computador para investigar a eficácia de três estratégias anuais de rastreamento, que também estavam programadas para procurar riscos relacionados à triagem, como o recall para testes de imagem ou uma biópsia com agulha para encontrar resultados falsos positivos.

O estudo foi conduzido pela Weill Cornell Medicine (New York, EUA), pelo New York-Presbyterian Hospital (New York, EUA) e pela Faculdade de Medicina da Universidade do Colorado (Aurora, EUA), e foi publicado em recente edição da revista Cancer. O objetivo do estudo foi descobrir ideias para ajudar as mulheres a tomar as melhores decisões para triagem inicial com a mamografia.

A primeira estratégia de detecção consistiu-se na triagem após os 40 anos; o segundo consistiu –se em um exame anual com idade entre 45 e 54 anos e um exame bienal adicional para pessoas com idade entre 55 e 79 anos. A terceira estratégia consistiu-se apenas na seleção bienal para pessoas entre 50 e 74 anos. Os resultados mostraram que o início da triagem aos 40 anos reduziu as mortes específicas do câncer de mama em quase 40%, enquanto as outras recomendações reduziram as mortes da doença em 23% para 31%.

Elizabeth Kagan Arleo, da Weill Cornell Medicine e o New York-Presbyterian Hospital, disseram: “Nossos achados são importantes e novos, porque esta é a primeira vez que comparamos as três recomendações mais discutidas para a mamografia de triagem, frente a frente. Nossas descobertas devem ser exploradas e se, graças a elas, as mulheres optem por iniciar a mamografia anual de rastreamento a partir dos 40 anos de idade. A longo prazo, isso seria significativo porque muitas menos mulheres morreriam por causa do câncer de mama “. (com informações do Medimaging)

Compartilhar

Deixe seu comentário